terça-feira, 7 de janeiro de 2014

O Amor e a Saúde - Dr.Bach e Dalai Lama - parte 1

O Amor é um tema central dentro dos aspectos filosóficos da Terapia Floral criado pelo Dr Bach. Ele deixa claro , em seus escritos, que para o  ser humano gozar de  boa saúde  ele deve buscar como meta de vida :   a felicidade.
 O Amor é a substancia vital com a qual se promove a felicidade.  O  resultado é a saude mental e física.
Neste post queremos sincronizar as ideias vindas do Budismo nas palavras do Dalai Lama sobre a compaixão. Esse discurso iluminado fortalece os ensinamentos vindos do Dr Bach em uma diferente época  e cultura.  
Esse tema será apresentado em varias partes.





O Propósito da Vida.

"Uma grande pergunta  fundamenta nossa experiência de vida, independente de pensarmos sobre isso conscientemente ou não: Qual é o propósito da vida? Eu pensei sobre  essa questão e gostaria de compartilhar meus pensamentos na esperança de que eles possam ser de benefício direto e prático para aqueles que os lêem.

Acredito que o propósito da vida é ser feliz. Desde o momento do nascimento, cada  ser humano deseja a alegria  e não quer o sofrimento. Nem  as condições  sociais, nem educação, tampouco as ideologias podem afetar isso. Bem do âmago de nosso ser, nós simplesmente desejamos satisfação. Eu não sei se o universo, com suas incontáveis ​​galáxias, estrelas e planetas, tem alguma explicação mais profunda ou não para esta questão, no fim das contas, é claro que  nós, seres humanos que habitamos neste planeta enfrentamos a tarefa de construir uma vida feliz para nós mesmos. Portanto, é importante  descobrir o que vai nos trazer o maior grau de felicidade.

Como alcançar a felicidade?


Para começar, é possível dividir cada tipo de felicidade e sofrimento em duas categorias principais: mental e física. Das duas, é a mente que exerce a maior influência  na maioria de nó . A menos que estejamos gravemente doentes ou privados das necessidades básicas, a nossa condição física desempenha papel secundário na vida. Se o corpo está satisfeito, nós praticamente o ignoramos. A mente, entretanto,  registra cada evento, não importa quão pequeno ele seja. Sendo assim,  deveríamos devotar nossos principais  esforços  para obter a paz mental.

Baseado na minha limitada experiência  descobri que o maior grau de tranquilidade interior vem do desenvolvimento do amor e da compaixão.

Quanto mais nos importamos com a felicidade dos outros, maior  será a própria sensação de bem estar.  Cultivar um sentimento próximo e caloroso pelo outro automaticamente coloca a mente à vontade. Isso ajuda a remover quaisquer  temores ou inseguranças que  possamos ter e nos dá a força para lidar com qualquer  obstáculo  que encontramos. É a melhor fonte de sucesso na vida.

Viver neste mundo significa ter que lidar com  problemas. Se em tais ocasiões perdemos a esperança e ficamos desanimados,  diminuímos nossa capacidade de enfrentar as dificuldades.  Se, por outro lado,  nos lembramos  que não se trata apenas de nós, mas que todos  temos que passar por sofrimento, esta perspectiva mais realista  vai aumentar nossa determinação e nossa  capacidade de superar problemas.  Na verdade, com essa atitude, cada novo obstáculo pode ser visto como mais uma oportunidade valiosa para evoluir a nossa mente.


Sendo assim, podemos nos esforçar para nos tornarmos  gradualmente mais compassivos,  ou seja,   podemos desenvolver tanto a simpatia genuína pelo sofrimento dos outros,  como o desejo de ajuda-lo  a remover seu sofrimento . Como resultado, nossa própria  serenidade e força interior irão aumentar."    

Dalai Lama , Sua Santidade .



Postar um comentário