quarta-feira, 17 de outubro de 2012

As Classificações das Essências Florais do Dr Bach



Este artigo vem explicitar esclarecimentos importantes para que o usuário das essências florais possa escolher com eficiência, a essência mais indicada para cada condição de alma. Aqui nos propomos trazer uma visão panorâmica sobre os conceitos criados por Dr. Bach, as razões e as formas como catalogou as essências florais.




OS SETE GRUPOS

Existem duas formas de classificação das Essências Florais.
A classificação conhecida e mais utilizada atualmente é das 7 Categorias ou dos 7 Grupos , ou seja, as essências florais foram agrupadas por Dr. Bach em 1936, ao finalizar a descoberta das 38 essências, depois de concluída  sua pesquisa. Seu objetivo, então, era  facilitar a escolha das essências pelos usuários. A divisão em sete grupos foi determinada pelas semelhanças entre estados emocionais a serem tratados. São eles:

1.Para os que tem Medo:
Rock Rose , Mimulus , Cherry Plum, Aspen e Red Chestnut.

2. Para os que sofrem de Solidão:
Water Violet , Impatiens e Heather.

3. Para os que sofrem de Incertezas:
Cerato, Scleranthus, Gentian , Gorse, Hornbeam e Wild Oat.

4. Para os que tem pouco Interesse pelas Circunstâncias Presentes:
Clematis, Honeysuckle, Wild Rose Olive, White Chestnut, Mustard e Chestnut Bud.

5. Para os que possuem Alta Sensibilidade a Influências e Idéias:
Agrimony , Centaury , Walnut e Holly

6. Para os que sofrem de Desalento ou Desespero:
Larch, Pine, Elm, Sweet Chestnut, Star of Bethlehem, Willow, Oak e Crab Apple.

7. Para os que tem Cuidado Excessivo pelo Bem Estar dos Outros:
Chicory, Vervain, Vine, Beech e Rock Water.


A outra forma de CLASSIFICAÇÃO

Em nossos estudos sobre a Terapia Floral tivemos a felicidade de entrar em contato com outra forma de classificar as essências florais, trazida pela  releitura do pesquisador Julian Barnard. Este estudioso, amante do trabalho com as essências florais, se propôs a resgatar os conceitos que foram sendo gerados a medida que Dr. Bach foi desenvolvendo seu trabalho. Esta classificação se dá conforme a profundidade de atuação de cada essência dentro do campo emocional. A proposta de Julian foi averiguar de forma esplêndida, através de uma vigorosa pesquisa sobre a biografia do Dr. Bach, o porquê da escolha de cada uma das flores para tratar os diversos  estados emocionais passiveis de serem vivenciados por cada um de nós.


JULIAN BARNARD - PRODUTOR DAS ESSÊNCIAS FLORAIS DE BACH -  HEALING  HERBS

 O INDIVÍDUO
Vamos rever aqui, alguns conceitos que fundamentam a filosofia seguida por Dr.Bach. O Ser Humano saudável descrito por Dr. Bach é um indivíduo que respeita sua natureza interna e convive em harmonia com a natureza externa, percebendo seu eu terreno  e tridimensional (físico), sendo guiado e orientado pela sua Alma que o conecta com seu Eu Superior, (consciência perfeita) a parte mais sutil e mais elevada do seu ser.
A experiência de vida de cada ser humano se inicia com a forma inocente e pura do ser, de uma criança  que traz consigo seu potencial divino de perfeição. Essa criatura chega tanto com suas qualidades, como também com suas lições de vida, que são as oportunidades de crescimento e de evolução da sua individualidade, e à medida que vamos aprendendo a nos relacionar com o próximo de forma amorosa, estamos também evoluindo e proporcionando ao outro a sua oportunidade de crescimento.


OS 12 TIPOS - CURADORES
Para trabalhar o processo de evolução dos seres humanos, Dr. Bach identificou 12  complexos emocionais humanos,  ou seja, 12 tipos de seres humanos cada qual com suas características físicas, emocionais e comportamentais,  cada um, dentro desses tipos, com seu próprio conjunto de virtudes e defeitos, com  suas especificas lições de vida para serem aprendidas, que constituem a sua Missão. Neste momento, Dr. Bach deixa a sua marca, uma forma de curar evidenciando seu principal objetivo: tratar o doente e não somente a doença. 

O tratamento de  cada tipo de personalidade foi pesquisado por  Dr. Bach  através de sua capacidade de ressonância empática, que o permitia encontrar a planta adequada e exata,  que produziria o alivio e o direcionamento  necessários para o individuo evoluir, aprendendo suas lições de vida. Nesse contexto foram sendo criadas as 12 primeiras essências florais que Dr. Bach chamou de curadoras. Seu objetivo era ajudar  cada tipo a  identificar e realizar a sua missão de vida com tranquilidade.

As essências florais curadoras são as que atuam de forma mais profunda no indivíduo,  trazendo um forte poder de  transformação. Por isso, é importante entender a ação dessas essências Curadoras. Elas tem o poder  de resgatar a maneira de ser do individuo. Não é meramente uma essência que transforma simplesmente um aspecto emocional transitório. Relaciona-se ao nosso tipo
 de temperamento básico, que nos remete a pensar como éramos quando criança, ou como nos comportamos quando estamos doentes.
Relacionamos a seguir as 12 Essências Curadoras e o respectivo estado de ânimo positivo que deve trazer às pessoas que dele utilizarem:

1- Impatiens -  ritmo/perdão.
2- Mimulus - segurança/empatia.
3- Clematis - foco/ancoramento.
4- Agrimony - paz interior.
5-Chicory - amor incondicional.
6- Vervain - respeito à opinião alheia.
7- Centaury - força e poder interior.
8- Cerato - confiança na intuição.
9- Sclaranthus - determinação.
10- Water Violet - envolvimento/servir ao próximo.
11- Gentian - perseverança.
12-Rock Rose - coragem. 





OS 7 JEITOS DE FUGIR DO APRENDIZADO – AUXILIARES

As Pesquisas de Bach vão evoluindo e ele percebe que alguns pacientes não apresentavam mudanças na sua maneira de ser e consequentemente, as queixas continuavam as mesmas e se cronificavam. Diante dessa dificuldade, Dr. Bach observou que para aquelas pessoas, as lições de vida, se apresentam como dificuldades, como situações onde não se sentiam à vontade, que lhes eram estranhas e causavam desestabilização. Ele sabia que  diante dessas situações  acontecem os aprendizados, e que cada problema é uma oportunidade de crescimento que nos impulsiona para a evolução individual. Mas Dr.Bach entendeu que  quando as dificuldades se avolumam e  não se consegue lidar com elas de forma adequada, a pessoa acaba por se esquivar de suas oportunidades de crescimento, fogem das lições de vida, acreditando ser essa a forma mais fácil de lidar com as dificuldades. Criam capas de proteção, escondendo-se, gerando  estagnações na  energia de evolução. Dessa forma  os problemas  dominam o modo de ser da pessoa, e ela se distancia cada vez mais do seu eu verdadeiro, sua alma fica enfraquecida e é cada vez fica mais difícil para o eu terreno receber a luz do Eu Superior. No corpo físico, as defesas também ficam des-energizadas, o corpo físico DESANIMADO, fica  vulnerável, e pouco a pouco, o organismo vai se debilitando  e adoece de forma crônica.

Nesse processo Dr. Bach buscou 7 tipos de plantas que poderiam retirar essas capas de proteção de forma que pudesse auxiliar o retorno do contato mais intimo com o Eu Superior. E assim denominou este segundo grupo  Essências Florais Auxiliares ou Ajudantes. Essas essências devem ser usadas nos momentos que percebemos a estagnação de um tratamento, quando o individuo apresenta um grande sofrimento crônico. As 7 essências Auxiliares não são tipos de alma, e sim, respostas emocionais crônicas às experiências da vida. São elas:

1- Gorse - traz de volta o otimismo.
2- Oak - traz a consciência de seus limites físico e emocional.
3-Heather -  torna a pessoa atenciosa e cooperativa.
4- Rock Water - traz auto-realização e flexibilidade.
5- Vine - desenvolve a liderança positiva.
6-Olive - resgata a vitalidade.
7- Wild Oat -  clareia o rumo, o propósito de vida.





FINALIZANDO O TRABALHO - 19 COMPLEMENTARES

Dr Bach sentia-se  esgotado em sua Alma, mas sabia que o seu trabalho ainda não estava completo.  Percebeu que  cada processo evolutivo com frequência é perturbado por eventos que geram uma  desestruturação repentina, aguda. São eventos que  chegam  de surpresa, gerando confusão,  interrompendo totalmente a conexão  com o Eu superior,  deixando a pessoa à margem da vida.  Esses eventos traumáticos do cotidiano são tratados com as 19 essências complementares, que foram desenvolvidas por Dr. Bach nessa  terceira fase de seu trabalho. Nessa fase Dr Bach  sentia os estados emocionais negativos e suas consequências no próprio corpo e imediatamente conseguia identificar  a flor com a qual traria o alívio para aquele sofrimento.
As Essências Complementares são usadas para possibilitar à pessoa  reerguer-se  e conseguir novamente se conectar com seu Eu superior, obedecendo a sua individualidade e continuando seu processo evolutivo.

 Dr. Bach nos diz sobre este grupo de essências:
“Para aqueles que precisam de auxílio, até maior do que aqueles com dores físicas. Para os que podem não ter adoecido nem um só dia em toda a sua vida e, no entanto, sofrem de forma inimaginável de dores e preocupações...”


São elas, proporcionando-nos:
1- Cherry Plum - serenidade e clareza.
2- Elm - aceitação das responsabilidades.
3- Aspen - calma e tranquilidade.
4- Beech - perfeita tolerância.
5- Chestnut Bud - autoconsciência e observação de si mesmo.
6- Hornbeam - força interior.
7-Larch - autoconfiança.
8- Walnut - liberdade para mudar.
9- Star of Bethlehem - paz , consolo.
10- Holly - Amor e bondade.
11- Crab Apple - Auto-estima equilibrada.
12- Willow - perdão e auto-responsabilidade.
13- Red Chestnut - confiança na segurança dos outros.
14- White Chestnut - mente tranquila, que permite pensamentos comuns.
15- Pine - aceitação adequada das responsabilidades.
16-Mustard - estabilidade e alegria de viver.
17- Honeysuckle - viver o tempo presente.
18- Sweet Chestnut - fé em encontrar consolo sempre.
19- Wild Rose - entusiasmo e vitalidade.

Essa classificação proporciona uma valorização do sistema Bach a medida que  percebemos que as essências não  são meramente agentes de transformações de estados  emocionais específicos, mas  sim um entrar em contato com o principal objetivo da vida, o de  encontrarmos a nossa verdadeira missão, aquilo a  que cada um de nós veio fazer nesse planeta.
Esse sistema valoriza a busca do desenvolvimento pessoal de cada ser e impulsiona o autoconhecimento mais profundo, enfim, catalisando o poder de transformação rumo à liberdade emocional. 

AUTOCONHECIMENTO E TRANSFORMAÇÃO ESPIRITUAL 










Postar um comentário