terça-feira, 23 de julho de 2013

Equilíbrio das emoções e fortalecimento da saúde com as Essências Florais de Bach - parte IV

O DESENVOLVIMENTO DO ALTRUISMO


Até agora comentamos alguns problemas onde a pessoa precisa evoluir dentro dela mesma, reforçando auto estima e a confiança em si mesma, controlando suas próprias emoções. Mas o homem não vive sozinho no mundo. Esta obviedade serve para dizer que, além de se tornar uma pessoa de bem consigo mesma, ela deve ter sempre em mente que, para ser feliz e evoluir como ser humano, ela deverá também, estar de bem com o seu ambiente e com o próximo. Para tal, no seu processo de autoconhecimento, ela deverá avaliar sua capacidade de ser ALTRUÍSTA.



Dificuldades

Há pessoas que naturalmente, são atentas aos gostos
e necessidades daqueles com quem convivem. As 
mulheres, em geral, pelo instinto materno, são as primeiras a dedicar alguns momentos de suas vidas pelo bem estar daqueles que estão ao seu lado. Mães, tias, avós, esposas...acabam desenvolvendo a capacidade de serem altruístas, dando maior valor e atenção ao próximo de forma instintiva. Entretanto, existem fatores comportamentais e emoções que atrapalham o desenvolvimento do altruísmo. Alguns deles: o egoísmo, o orgulho e o apego.

O egoísmo (segundo a Wikipedia) é o hábito ou a atitude de uma pessoa colocar seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar, em detrimento (ou não) do ambiente e dos demais...  é o antônimo de altruísmo”.

O orgulho, por sua vez, pode ser visto como um sentimento positivo quando expressa a satisfação pela própria capacidade ou realização ou um sentimento elevado de dignidade pessoal e auto estima, mas torna-se exagerado quando mostra um tipo de satisfação incondicional ou quando os próprios valores são superestimados, acreditando a pessoa ser melhor ou mais importante do que as outras. Entretanto, socialmente, o fato de demostrar orgulho pelos outros é geralmente associado como uma atitude altruísmta, enquanto o orgulho por si mesmo costuma ser associado a sentimentos de vaidade e egoismo.

O apego é um hábito que uma pessoa tem de acreditar  que  não pode ser feliz sem determinada pessoa, coisa ou situação, o que gera  constante sofrimento devido ao  estado de dependência emocional ou servidão, onde a pessoa não tem controle de suas próprias vontades e emoções.

Em todos estes casos, a falta de altruísmo torna-se a fonte de sofrimento para pessoas em seus relacionamentos, sejam eles, afetivos, de trabalho, familiares, etc., sofrimento este que, inevitavelmente, retornará para você.
O egoísmo, seja por orgulho excessivo,  vaidade  ou  apego,  pode gerar solidão e tristeza. Os mestres orientais observam que a emoção da tristeza prejudica o sistema imunológico de forma direta, pois atacam o elemento Metal, responsável pela energia de defesa do organismo, o que torna a pessoa mais vulnerável às infecções que se repetem, aos distúrbios hormonais, alergias, dermatites de contato e problemas visuais, entre tantos outros.


A empatia
O altruísmo nasce do desprendimento, da modéstia, da compreensão, da compaixão , ou seja,  da capacidade de estabelecer sintonia com outras pessoas, a que chamamos empatia, "a resposta afetiva vicária a outras pessoas, ou seja, uma resposta afetiva apropriada à situação de outra pessoa, e não à própria situação", o que nos permite colocar o outro em uma posição de igualdade a nos mesmos. Com a empatia se estabelece o processo de altruismo, pois consigo me colocar no papel do outro (nos seus sapatos) e perceber o que ele sente e necessita, ao invés de preocupar-me somente com meu prórpio umbigo.

Veja algumas essências florais que poderão ajudá-lo A DESENVOLVER O ALTRUISMO


Heather- para aplacar os medos e suavizar a ansiedade em relação às pessoas queridas. É para pessoas que não gostam de estar sozinhas e deixam os outros esgotados de tanto que falam de seus próprios problemas, tamanha é a sua carência. Em vez de atrairem as pessoas, as acabam afastando cada vez mais. 




Centaury- para equilibrar o excesso de solicitude e a dependencia emocional. Desenvolve a força e o poder interior, para resistir às exigências feitas pelos outros, aprendendo a dizer “NÃO”, deixando de ser um "capacho".








Beech- para equilibrar a necessidade de ver tudo perfeito à sua volta, sendo intolerante a tudo que seja diferente de sua vontade pessoal, a que considera erro e imperfeição. Desenvolve a compaixão e a tolerancia.


Crab Apple- é o floral da limpeza em nível mais espiritual, pois da autoestima equilibrada limpa o sentimento de desgosto ou da aversão por si mesmo, trazendo da autoestima equilibrada. Ajuda a libertar de qualquer coisa que nos desagrade em nossa mente e em nosso corpo, pois amplia a visão, tirando o foco de si para visualizar o todo e a todos. Desenvolve a capacidade de observar a verdadeira dimensão das coisas e dos fatos.




Holly- para transformar os sentimentos mais explosivos de ciúme, raiva e ódio através do perdão sincero. Desenvolve o amor e compreensão.










Chicory-para equilibrar a possessividade e a necessidade de querer tudo para si mesmo, dando para receber em troca, cobrando daquele a quem auxiliou com "segundas intensões". Desenvolve o amor incondicional.



Water Violet- para romper a barreira do isolamento, por sentir-se de alguma forma, melhor do que o outro. Desenvolve a capacidade de dar boa acolhida a todos, com benevolência. 







Vine - para romper a dominação e o controle sobre as pessoas . Desenvolve as qualidades de um bom líder, suavizando e fazendo gentil o coração, sendo menos duros, austeros e mais compreensivos.




Até a próxima!
Postar um comentário